Seja bem-vindo(a), Faça login

ÍCONE NOSSA SENHORA DO PERPÉTUO SOCORRO
  • ÍCONE NOSSA SENHORA DO PERPÉTUO SOCORRO
  • ÍCONE NOSSA SENHORA DO PERPÉTUO SOCORRO

ÍCONE NOSSA SENHORA DO PERPÉTUO SOCORRO

Sku: 64CD6170D35D1

Categoria: Produtos

Quantidade Disponivel: 0 un

Produto Indisponível
Unidade: un
un

Por R$ 120,00

Frete e Prazo

Simule o frete e o prazo de entrega estimados para sua região:

Descrição do Produto
ÍCONE DE NOSSA SENHORA DO PERPÉTUO SOCORRO 
Informações do Produto
PRODUTO EXCLUSIVO IMPORTADO DE ROMA DA BASILICA DE SANTA MARIA MAGGIORE

Esta é uma réplica da pintura que, segundo a tradição, foi pintada pelo próprio São Lucas Evangelista. 

Quadro com suporte para pendurar na parede

  • Dimensões 15,5 cm X 10,5 cm

 No ícone de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, temos alguns simbolismos que se fazem presentes no Evangelho segundo São Lucas.

Na imagem, vemos a mão direita de Maria apontando para seu Filho e no Evangelho temos várias passagens que apontam para Jesus como o Messias esperado pelo Povo de Israel: "O ente santo que nascer de ti será chamado Filho de Deus" (Lc 1, 35b); "Minha alma glorifica ao Senhor, meu espírito exulta de alegria em Deus, meu Salvador" (Lc 1, 46b-47); "Eis aqui a serva do Senhor" (Lc 1, 38a); "E tu, menino, serás chamado profeta do Altíssimo, porque precederás o Senhor e lhe prepararás o caminho" (Lc 1, 76). Naquele tempo, raramente alguém tinha um livro das Sagradas Escrituras. Possuir uma passagem da Escritura era também muito raro. Por isso, como já dissemos, os primeiros discípulos de Cristo olhavam para os ícones, nas casas das poucas pessoas que os possuíam, e neles "liam" os textos sagrados.

Entre os simbolismos presentes na imagem de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, talvez o teologicamente mais rico e espiritualmente mais significativo seja o retrato do Calvário. Ao contemplar a Virgem do Perpétuo Socorro, vemos à sua esquerda o arcanjo São Miguel, que apresenta a lança, a vara com a esponja e o cálice das amarguras que o Cristo sorveu até o fim. À direita, está o arcanjo São Gabriel, com a cruz e os cravos, que foram os instrumentos da paixão e morte de Jesus. O Menino Jesus, o Perpétuo Socorro em pessoa, assustado ao olhar para os instrumentos de Sua paixão, com as duas mãos, segura firmemente a mão direita de sua Mãe, como que nos ensinando a confiar-nos inteiramente a ela, especialmente nos momentos de medo, dor e sofrimento.

Na perspectiva do mistério pascal de Cristo, podemos olhar para Maria como a Virgem das Dores. A sua mão esquerda, que sustenta o Filho, simboliza a sua presença aos pés da cruz (cf. Jo 19, 25). O seu olhar materno, ao mesmo tempo que demonstra o acolhimento e o cuidado para com cada um de nós, que fomos entregues a ela como filhos, é um convite para que a levemos para o que é nosso, ou seja, para a nossa vida interior, como fez o discípulo amado (cf. Jo 19, 27).

Um detalhe do ícone, que pode passar despercebido, é a sandália desamarrada, que pode simbolizar um pecador, preso a Jesus apenas por um fio, fio este que é a devoção a Santíssima Virgem. Este "fio" tão frágil pode ser uma lembrança, ou uma devoção sem muita piedade, que num momento de desespero, de sofrimento, pode nos manter unidos ao Senhor. 

Avaliação dos Clientes
  • Nenhum comentário foi postado para esse produto, seja o primeiro!